Preencha os campos abaixo e nossos corretores entrarão em contato com você!

Enviado com sucesso!

Verifique os campos marcados e tente novamente.

Ocorreu um erro!

Fale com nossa equipe de vendas!

Verifique os campos marcados e tente novamente.

Ocorreu um erro!

Menu
18/11/2013

Setor imobiliário e eventos esportivos aumentam demanda por arquitetos

A expansão do setor imobiliário movimenta o setor da construção civil e aumenta a procura por arquitetos no Brasil. Além desse, outro importante propulsor é responsável por esse avanço, os grandes eventos esportivos que o país sediará – a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

Apesar de a carreira ter sua imagem vinculada à área de edificações, os arquitetos também atuam com paisagismo, cenografia, conservação e preservação de patrimônios históricos e culturais, design gráfico, além de projetar produtos como móveis e utensílios.

Todos os anos se formam cerca de 6.500 arquitetos em todo o país, segundo o presidente do Sindicato dos Arquitetos no Estado de São Paulo (Sasp), Daniel Amor, em matéria do portal G1. Ele afirma que é muito raro algum ficar sem emprego. “Durante a faculdade o estudante faz o estágio supervisionado, isso ajuda ele conhecer o mercado quando se forma. Há várias oportunidades”, ressalta Amor.

Arquitetos e engenheiros

Por exigir habilidades que se complementam em muitos trabalhos, ainda hoje existe uma confusão entre as áreas de atuação de arquitetos e engenheiros. É na construção civil que estes profissionais normalmente atuam juntos para obter resultados eficientes e de qualidade. Contudo, para isto funcionar, é preciso que exista respeito e que cada área conheça suas limitações.

Hoje, o piso salarial do arquiteto é, em média, 8,5 salários mínimos para uma carga horária de 8 horas diárias.

Fonte: G1