Preencha os campos abaixo e nossos corretores entrarão em contato com você!

Enviado com sucesso!

Verifique os campos marcados e tente novamente.

Ocorreu um erro!

Fale com nossa equipe de vendas!

Verifique os campos marcados e tente novamente.

Ocorreu um erro!

Menu
17/01/2014

Ceará criou 50,2 mil postos de trabalho em 2013

A geração de empregos formais no Ceará encerrou 2013 com saldo positivo. No acumulado de janeiro a dezembro, o Estado criou 50.206 vagas formais celetistas, representando uma alta de aproximadamente 25% com relação a igual período de 2012, quando foram criados 41.009 postos de trabalho.

Ainda assim, o ritmo de crescimento não se manteve no mesmo patamar de 2010, quando foram geradas 83.955 vagas no acumulado daquele ano. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Expectativa para 2014

De acordo com o superintendente do Trabalho e Emprego no Ceará, Francisco José Ibiapina, a expectativa é que o ritmo de melhoria tenha continuidade durante todo e ano. “O Ceará vinha crescendo na geração de posto de trabalho, atingido seu ápice no ano de 2010. Infelizmente, nos anos de 2011 e 2012 houve uma retratação. Mas 2013 representa uma recuperação. Esperamos que essa tendência se prolongue com os eventos e obras que estão ocorrendo”.

Construção é um dos setores responsáveis Em 2013, o setor de serviços foi o maior responsável pelo saldo positivo, com 20.144 empregos. Em seguida está o comércio, com 12.899 postos de trabalho. As demais expansões foram observadas na construção civil, com 7.015 empregos e na indústria de transformação, com 6.929 vagas geradas. “O comércio é um polo muito grande de geração de empregos e nossa cidade tem vocação para o turismo e serviços” diz Ibiapina.

Fonte: Diário do Nordeste